sexta-feira, 24 de julho de 2009

Horizonte














(…)

O sonho é ver as formas invisíveis
Da distância imprecisa, e, com sensíveis
Movimentos da esp’rança e da vontade,
Buscar na linha fria do horizonte
A árvore, a praia, a flor, a ave, a fonte -
Os beijos merecidos da Verdade.



In Mensagem, pág.59.
Fotografia: Maremfrente, 24.07.09.

2 comentários:

heli disse...

João.
Adorei seu poema.
Vim retribuir a sua visita ao blog Chega Junto.
Bom final de semana!
Bjs
heli

Automotive disse...

Best car rental by Rent a car Otopeni